Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 30 DE JULHO DE 2014

Email
HOME
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  30/07/2014   Projetos gaúchos inscritos para leilão de energia totalizam 2.534 MW - A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) cadastrou 1.034 empreendime...     30/07/2014   Grupo Randon terá jornada menor de agosto a outubro - Retração levou o conglomerado caxiense a reduzir horas trabalhadas.     30/07/2014   Licitação de aeroportos regionais está próxima - Terminal de Rio Grande será um dos primeiros a ter certame aberto.     30/07/2014   Desconfiança - A enorme desconfiança que se criou entre o governo e setores empresariais privados, principalmente o financeiro e o indust...     30/07/2014   Estado do RJ vai descumprir prazo para encerramento dos lixões - Prazo para todos os estados acabarem com os lixões termina no sábado (2)...     30/07/2014   Em nova fiscalização, Semob retira ônibus de circulação na Grande Belém - Nove veículos foram lacrados e impedidos de trafegar. Durante a...     30/07/2014   Passageiros chegam a pagar R$ 20 em transporte alternativo na greve - Moto-táxi cobra de R$ 10 a R$ 20 para ir do T.I. Barro até Macaxeir...     30/07/2014   Lucro da Telefônica Brasil mais que dobra no 2º trimestre - Empresa teve lucro de R$ 1,993 bilhão; em 2013, foi de R$ 914,2 milhões. Resu...     30/07/2014   Governo de SP diz que há reservas suficientes e descarta racionamento - O MP emitiu nota informando que recomendação dada ao governo de S...     30/07/2014   Apesar da greve, movimento está quase normal segundo passageiros - Para usuários de ônibus, serviço de transporte é ruim mesmo sem greve....  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

20/06/2010

Detran quer GPS e câmeras em veículos de transporte escolar

Tecnologia

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) quer que as vans escolares passem a utilizar aparelhos GPS – que fornecem a localização e outras informações de rota via satélite – e câmeras de vídeo internas para oferecer mais segurança para crianças que utilizam esse tipo de transporte. A medida, porém, não é obrigatória, e o Detran promete orientar as empresas interessadas a aderir.

De acordo com o diretor-geral do departamento, Marcelo Ferraz, dois modelos de videomonitoramento serão sugeridos utilizados para as empresas. “As câmeras podem ser utilizadas apenas para garantir a segurança e registrar as imagens para a empresa ou podem transmitir as imagens pela internet, permitindo que os pais acessem em tempo real”, diz.

Segundo Ferraz, a medida pode se tornar regra no futuro, mas, por enquanto, o objetivo não é aumentar os custos para os transportadores.

Vistoria - Além da proposta, o Detran também definiu novas regras para os serviços de transporte escolar, que começarão a valer no dia 1º de agosto. Agora, a vistoria feita a cada seis meses será mais rigorosa. Além dos itens obrigatórios de segurança e do registro junto ao órgão, a vistoria vai verificar o funcionamento dos sistemas elétricos, de freio e direção, as luzes de freio e de ré, e medir a emissão de gases poluentes, por exemplo.

Quem não se adequar às normas terá até 30 dias para se regularizar, como já acontece hoje. Depois desse prazo, a não regularização pode levar à perda de autorização para atuar na área de transporte escolar. Todas as regras estarão abertas para consulta pública a partir de hoje. A população poderá sugerir mudanças, que serão analisadas pelo Detran.

“No primeiro momento, esperamos um índice de reprovação de até 50%. Por isso vamos orientar e não buscar a punição imediata”, afirma Ferraz.

Sindicato aprova medidas, mas despesa preocupa - Para o Sindicato dos Transportadores Escolares do Estado (Sintees), as medidas propostas pelo Detran são positivas, mas a instalação de GPS e câmeras de vídeo só será possível com aprovação de linhas de crédito específicas para os transportadores. “Nós somos favoráveis a toda melhoria da segurança, mas não podemos aumentar os custos”, diz a diretora do Sintees, Carmem Verônica Loureiro Martins Pena. O Detran informou que já está negociando linhas de crédito com bancos do Estado.

Sem registro - 820 veículos. Esse é o número de veículos impedidos de atuar como transporte escolar no Estado, por não terem sido aprovados em vistorias. Ao todo, existem cerca de 3 mil veículos autorizados no Estado.

Opine - Consulta pública. Quando: De hoje a 7 de julho. Onde: No site do Detran (www.detran.es.gov.br). Como: o Detran vai disponibilizar as regras para transportes escolares para consulta. Qualquer pessoa poderá sugerir alterações ou fazer novas propostas, que serão analisadas pelo departamento.

O que muda na fiscalização - Vistoria. Vai continuar sendo feita semestralmente, mas, a partir do dia 1º de agosto, será mais rigorosa

Novos itens. Além dos itens de segurança e da conferência do registro do transporte junto ao Detran, serão verificados os sistemas elétricos e mecânico, faróis e setas, sistema de freios e de direção, suspensão e amortecedores. Também será medida a emissão de gases poluentes, que deve estar de acordo com os padrões definidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Ao todo, são 237 itens a serem conferidos

Oficinas. As vistorias passarão a ser feitas pelas Instituições Técnicas Licenciadas (ITLs), que são oficinas especializadas em segurança veicular, licenciadas pelo Inmetro e credenciadas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Hoje, existem nove ITLs no Estado

Selo. Ao passar pela vistoria, o veículo receberá um selo de aprovação. A cada nova vistoria, o selo será de uma cor diferente, permitindo a identificação da autorização pelos usuários

GPS e câmeras. O uso de GPS e câmeras nos veículos é uma proposta do Detran, ou seja, não é obrigatório. O Detran informou que vai orientar as empresas de transportes interessadas em instalar o equipamento

Crédito. O órgão também está tentando junto a bancos do Estado uma linha de crédito para as empresas de transporte escolar que tiverem interesse em regularizar a situação da sua frota ou instalar os equipamentos sugeridos, como câmeras e GPS

Consulta. A partir de hoje, a população poderá sugerir mudanças e outras propostas ao Detran, por meio da consulta pública aberta. As sugestões serão avaliadas e poderão fazer parte das novas regras para o serviço.

 

Por A Gazeta - ES

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Recomendar   Imprimir

Clique para ampliar

Leia Também

MV Agusta lança F3 800 no Brasil por R$ 56 mil

Sistema de passageiro da SITA facilita parceria da Star Alliance com a Air India

Thermo King equipará 50 veículos da Viação Pavunense

Sistema de Produtividade Online promete trazer mais segurança para o transporte de cargas

Edital do 4G pode sair mesmo sem aval do TCU

Projetos gaúchos inscritos para leilão de energia totalizam 2.534 MW

Grupo Randon terá jornada menor de agosto a outubro

Licitação de aeroportos regionais está próxima

Desconfiança

Estado do RJ vai descumprir prazo para encerramento dos lixões

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

UFRGS

Federasul

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística